Melgaço está atento às dinâmicas europeias, participando em várias redes de parceria, internacionais, nomeadamente o Programa URBACT: ‘Finding opportunities in declining cities. Working with civil society to reverse decline in small and medium sized towns – Altena’. Que tal como o nome indica visa encontrar soluções em conjunto com a sociedade para reverter a perda de população. Um problema que afecta quase metade (40%) das cidades europeias. Altena, na Alemanha, aceitou a parceria com um restrito número de cidades europeias: Melgaço, Alūksne (Letônia), Idrija (Eslovénia), Nyirbator (Hungria), Manresa (Espanha), Igoumenitsa (Grécia) e Isérnia (Itália). No terreno está um projeto europeu de transferência das boas práticas e estratégias de gestão urbana, na reversão de processos de declínio de grande duração e estagnação urbana, seja demográfica/social ou económica. Numa Europa que é mais de regiões do que de países, Melgaço está atento às oportunidades que possam ser positivas para o território.
COMO TUDO COMEÇOU…
Altena que lidera a rede Re-grow City tem um histórico de boas práticas, amplamente reconhecidas e premiadas mundialmente, que facilitam o desenvolvimento de iniciativas sustentáveis para enfrentar as causas e consequências do encolhimento urbano. Altena é o exemplo de que a resposta ao declínio está enraizada nos recursos e conhecimento locais.

Esta localidade alemã desenvolveu um projeto para o aproveitamento das lojas vazias no centro da cidade, que apelidou de LOJAS POP UP. Com o empenho do município e da sociedade civil foi desenvolvido um conceito que passa pela ocupação provisória dos espaços devolutos.

As lojas pop-up são um instrumento amplamente utilizado para a revitalização económica de territórios de todos os tamanhos. Tentar o método pop-up, lutando com 30 anos de declínio contínuo, foi uma tentativa ousada mas visionária para enfrentar os problemas decorrentes de um número crescente de lojas vazias no centro da cidade e consequente estagnação da vida local. Foi de tal forma um grande sucesso que a Comunidade Europeia decidiu que era um bom exemplo a ser seguido em municípios com os mesmos problemas.

Nasceu assim o projeto de “transferência” desse bom exemplo para alguns municípios europeias.
POP-UP SHOPS
Não são um fim em si mesmo, mas uma ferramenta para atingir os objectivos.. Assim como lojas vazias não são a raiz do problema, mas um dos muitos efeitos dos territórios em declínio em toda a Europa;

Uma experiência. Mesmo que por um período limitado, a loja POP UP demonstra que a mudança é possível. Apesar de curta duração, serve como uma dinâmica para os residentes e atração para os visitantes, e ajuda os novos empreendedores a testar as suas ideias de negócio com risco mínimo e fundamentando as dinâmicas da Vila de Melgaço;

Apoiar quem tem um projeto novo e receia avançar;

Uma nova forma de pensar as estratégias de reanimação do centro da nossa Vila, acreditando no poder e iniciativa da sociedade civil.