Rota do Alvarinho

Rota do Alvarinho

rota_alvarinho1_thumb8-01

Alvarinho com Rota própria

O Vinho Alvarinho, produzido na Sub-Região de Monção e Melgaço, dispõe de uma Rota própria, implementada pela Câmara Municipal de Melgaço em parceria com diversos agentes locais, com o objetivo de, conjuntamente, dinamizarem o potencial enoturístico do concelho.

Baseando-se no desenvolvimento de atividades turísticas de lazer e tempo livre dedicadas à descoberta e desfrute, cultural e enológico, da vinha, do vinho e do seu território, o enoturismo é uma excelente alavanca de desenvolvimento económico, incrementando a promoção e venda, não só dos vinhos, mas da própria região.

Para atingir este objetivo, a Rota do Alvarinho tem como aderentes as adegas de vinho Alvarinho: Quinta do Reguengo, Quinta de Soalheiro, Quinta das Touquinheiras, Casta Boa, Quinta da Pigarra, Quintas de Melgaço e Fontainha de Melgaço; das unidades hoteleiras: Monte Prado Hotel & SPA, Hotel Rural Quinta do Reguengo, Casa da Granja, Casa de João Alvo, Casa do Barreiro (TER), Albergaria Boavista, Albergaria Mira Castro; dos restaurantes: Panorama, Adega do Sossego, Boavista, Mira Castro, Foral de Melgaço e Chafarix; das enotecas/comércios Solar do Alvarinho e Artes – Centro de Artesanato; dos espaços museológicos e do Centro de Interpretação da Porta de Lamas de Mouro; e das empresas de animação turística Melgaço Radical, Draftzone e Ecotura.

Em breve irão aderir outras empresas do concelho de Melgaço e de Monção.

A Rota do Alvarinho, apresentada publicamente no dia 10 de maio de 2008, encontra-se inserida na Rede Transfronteiriça para a Promoção do Enoturismo, projeto transfronteiriço financiado no âmbito do Interreg III.

5-01