Mosteiro / Convento de Fiães

Entre o vasto património religioso de Melgaço, destaca-se a interessante igreja românica do desaparecido Mosteiro de Fiães, também conhecido como Convento de Santa Maria de Fiães.

A sua origem não é consensual entre os historiadores: enquanto alguns defendem que esta é uma construção da Ordem de Cister, outros acreditam que parte do monumento é mais antiga, datando da época em que a Ordem Beneditina aqui vivia, em meados do século XII.

Segundo estes últimos autores, a mudança arquitetónica entre cluniacenses, da Ordem de São Bento, e cistercienses, da Ordem de Cister, ter-se-á dado no final do século XII, algures entre 1173 e 1194.

Da construção cluniacense destaca-se o corpo de três naves e quatro tramos, separados por arcarias longitudinais de arcos de volta perfeita. Já da construção cisterciense é possível admirar a cabeceira tripartida e escalonada de planta quadrangular, a ábside de dois tramos e, em todo o conjunto, a decoração simples e austera.

Admire ainda a fachada da igreja – atentando no brasão com as armas cistercienses –, atravesse o magnífico portal ogival de múltiplas arquivoltas e descubra o interior da igreja, dando especial atenção ao altar maneirista e ao retábulo de talha dourada barroco.

Não deixe de conhecer este imponente templo românico, classificado como Monumento Nacional.