Museu de Cinema

Museu de Cinema

1-Museu-do-Cinema-de-Melgaco-Jean-Loup-Passek1-01

Museu de Cinema de Melgaço – Jean Loup Passek

O Museu de Cinema de Melgaço – Jean Loup Passek, inaugurado em 2005 pela então Ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima, encontra-se instalado em plena zona histórica da Vila, no edifício da antiga guarda-fiscal, adquirido e adaptado pelo Município para o efeito.

O Museu, que tem por base o espólio colecionado ao longo da vida pelo francês Jean Loup Passek e doado ao Município, conta com duas exposições, uma de carácter permanente e outra temporária, distribuídas pelos dois andares do edifício.

A exposição permanente, localizada no rés-do-chão, é dedicada ao pré-cinema, ou seja, ao período que antecedeu o cinematógrafo dos Irmãos Lumière. Aqui o visitante poderá apreciar diversos aparelhos, como lanternas mágicas com as respetivas caixas e placas de vidro pintadas à mão, fenaquistiscópios com os seus discos, zootropos com bandas e praxinoscópios, e ainda um dos primeiros cartazes a anunciar o cinema em sala, e outros ilustrativos da evolução do cinema desde as suas origens até ao cinematógrafo.
No século XIX, estes aparelhos tornaram-se muito populares junto do público, pois utilizavam a capacidade óptica de «guardar na memória» uma imagem que apenas aparece por breves instantes (basta um décimo de segundo). Encadeando as imagens que compõem uma ação, produz-se uma impressão de continuidade entre as imagens separadas por um intervalo negro: criando-se assim a ilusão de movimento.

Ainda no rés-do-chão, e para além do espaço de recepção, o visitante encontrará a Sala do Novo Mundo, onde pode ver e manusear réplicas de brinquedos ópticos, um peep–show e uma caixa óptica para diorama teatral.

Ligada à Sala do Novo Mundo encontra-se localizado um pequeno auditório onde podem ser visionados filmes relacionados com a temática da exposição temporária, patente ao longo de todo o 1ºandar.

3468f78abcbfebf89a35f591f50eb3d1-01

Exposições temporárias

2005 – Divas do cinema
2006 – A idade de ouro do cinema francês: 1930-1960
2007 – O cinema burlesco americano
2008 – Homenagem a Frederico Fellini: 1930-1993
2009 – O auge do cinema japonês: 1940-1990
2011 – Ingmar Bergman: 1918 – 2007
2012 – Um olhar sobre o cinema cubano
2013 – Cinema espanhol
2014 – Cinema português 1974 | 1983
2015  – Manoel de Oliveira
2016 – Historias sem palavras
2017 – Idade de ouro do cartaz de cinema polaco
2018 – Anna Magnani  1908 | 1973