Iniciativas

páginasviradas_web-01

Com o objetivo de preservar a memória das escolas primárias, o Arquivo Municipal tem vindo desde 2004 a resgatar os arquivos dos estabelecimentos de ensino primário desativados.

Desta iniciativa recolheram-se conjuntos documentais das Escolas Primárias de:

  • Vila
  • Chaviães
  • Cristóval e Núcleo de S. Gregório
  • Fiães – Núcleos de Adedela e do Terreiro
  • Paderne – Núcleos de Além, do Peso e de Cabeceiras
  • Paços
  • Prado

Jardins-de-infância :

  • Alvaredo
  • Chaviães
  • Santo Cristo

Redundaram desta recolha essencialmente os registos diários da frequência com informações relativas às presenças, faltas e movimento dos alunos, alguns copiadores de correspondência, atas, livros de ponto, registo de visitas respeitantes ao serviço de inspeção e disciplina bem como de orientação pedagógica e aperfeiçoamento de ensino, entre outros da Caixa Escolar nomeadamente livros de registo de sócios, atas, bem como os estatutos publicados e registos de receita e despesa.

Resultaram ainda fruto desta iniciativa um conjunto significativo de cadernos dos antigos alunos das Escolas Primárias de Chaviães, Núcleo da Portela e Paderne Núcleo do Peso.

Após a avaliação da documentação recolhida entendemos que os cadernos dos alunos não têm valor informativo que justifique a guarda no Arquivo, todavia, consideramos que os produtores de tais documentos deveriam ter oportunidade de os reaver.

Neste sentido, aqueles que estiverem interessados em recuperar os seus cadernos deverão consultar as seguintes listas de cadernos para devolução.




Achegas para um novo Arquivo: Memória e Fronteira

642_001-01

O contrabando e a emigração são dois traços marcantes da identidade concelhia, que este Município quer preservar e dar a conhecer às gerações vindouras, como testemunho de uma época repleta de “heróis” desconhecidos.

Neste contexto, fruto de uma investigação efetuada em torno da documentação alusiva a esta temática o Arquivo Municipal criou uma exposição que integra dez painéis tamanho A0 disponível para empréstimo mediante solicitação e de acordo com as regras constantes no Regulamento do Arquivo Municipal.

Importa ressaltar do conteúdo desta exposição aspetos relacionados com a emigração e contrabando nomeadamente – os forais que regulamentavam o trânsito de bens e pessoas na fronteira, as barcas de passagem no Rio Minho, os salvo-condutos, os movimentos migratórios, bem como os processos de contrabando. Divulga ainda documentos da Secção da Guarda Fiscal de Melgaço, atualmente custodiados por esta Autarquia.

Recolha de fotografias antigas

MELGAÇO LARGO DA CALÇADA 1951-01

Esta iniciativa visa constituir um banco de imagens digitais que servirá de apoio à realização futura de investigações de carácter histórico, estudos académicos, exposições, monografias, cartazes de divulgação e outras publicações sobre Melgaço.

O empréstimo é temporário e será feito mediante acordo de entrega e responsabilização.

O Arquivo compromete-se a efetuar a digitalização das fotografias e oferece um CD-ROM das suas imagens digitalizadas.