Secretária de Estado do Turismo encerra colóquio de ‘Turismo de Natureza, Aventura e Segurança’

A partir de amanhã, e até domingo, no Município Mais a Norte de Portugal, aventura, adrenalina, natureza e segurança, serão as palavras na ordem do dia. O colóquio ‘Turismo de Natureza, Aventura e Segurança’, a ter lugar na Escola Superior de Desporto e Lazer – IPVC, dá início à 2ª edição do ‘Pegada Zero – II Jornadas de Turismo de Natureza – PNPG – Melgaço 2017’ e conta com a participação de especialistas de renome que irão analisar a segurança nas atividades de natureza e aventura. A Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, preside à cerimónia de encerramento.

MELGAÇO APRESENTA PLANO ESTRATÉGICO DE MARKETING PARA O TURISMO
A abertura do colóquio, a cargo do Vice- Presidente Porto e Norte, Jorge Magalhães, ficará marcada pela apresentação do Plano Estratégico de Marketing para o Turismo de Melgaço, por Mónica Montenegro, do Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT). Ao longo do dia seguir-se-ão várias palestras onde especialistas vão comprovar que em Melgaço é possível viver momentos de aventura e adrenalina com segurança: António Marques Vidal – Associação Portuguesa das Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos, vai debater o tema ‘Segurança nas atividades de Ar Livre, (Cliente, Empresas, Estado), a implicação no ordenamento e na operação das empresas de Animação Turística’; António Brandão – Escola Superior de Desporto e Lazer (Instituto Politécnico De Viana do Castelo – IPVC), debruçar-se-á sobre ‘Risco e Segurança em Desporto de Natureza e Aventura’; Daniel Gil Afonso – Clube de Canoagem de Águas Bravas de Portugal, argumentará ‘A Segurança na Prática de Desportos em Águas Bravas’; Laura Ventura – Parque Natural de la Sierra y Cañones de Guara (Espanha), vai falar da ‘Importância do Turismo de Natureza e das Atividades Associadas como Dinamizador e Diferenciador na Criação de um Destino Turístico’; Carlos Sá – Carlos Sá Nature Events, levará ao colóquio o tema ‘Organização de Eventos Desportivos de Âmbito Mundial – Importância para os Municípios e Problemáticas Logísticas’, tendo como exemplo o Peneda-Gerês Trail Adventure; e Sandro Araújo – vice presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, irá mostrar a ‘Importância do BTT num Contexto de Desenvolvimento Local’.

 Programa Colóquio de ‘Turismo de Natureza, Aventura e Segurança’
09h30 – Abertura do secretariado / Receção dos Participantes
10h00 – Sessão de abertura
              Prof. Pedro Bezerra (Escola Superior de Desporto e Lazer – IPVC)
Representante Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas – ICNF

        Dr. Jorge Magalhães (Vice-Presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte)
              Manoel Batista, Presidente da Câmara Municipal de Melgaço
10h20 – Apresentação do Plano Estratégico de Marketing para o Turismo de Melgaço
              Mónica Montenegro – Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo – IPDT
10h50 – Segurança nas atividades de Ar Livre, (Cliente, Empresas, Estado), a implicação no ordenamento e na operação das empresas de Animação Turística.
            António Marques Vidal – Associação Portuguesa das Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos
11h20 – Pausa para café
11h40 – Risco e Segurança em Desporto de Natureza e Aventura
            António Brandão – Escola Superior de Desporto e Lazer (Instituto Politécnico De Viana do Castelo)
12h10 – A Segurança na Prática de Desportos em Águas Bravas
            Daniel Gil Afonso – Clube de Canoagem de Águas Bravas de Portugal
12h45 – Almoço
14h30 – Importância do Turismo de Natureza e das Atividades Associadas como Dinamizador e Diferenciador na Criação de um Destino Turístico
             Laura Ventura – Parque Natural de la Sierra y Cañones de Guara – Espanha
15h05 – Organização de Eventos Desportivos de Âmbito Mundial – Importância para os Municípios e Problemáticas Logísticas (o exemplo do Peneda-Gerês Trail Adventure)
              Carlos Sá – Carlos Sá Nature Events
15h40 – Importância do BTT num Contexto de Desenvolvimento Local
             Sandro Araújo – vice presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo
16h15 – Sessão de Encerramento
            Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo
            Manoel Batista, Presidente da Câmara Municipal de Melgaço
            – Alvarinho de Honra

 DSC_3674 Pegada Zero_2016_1º dia (147)

PEGADA ZERO PROMETE MUITA ADRENALINA
Haverá um programa para a Fam Trip e um outro geral – Festa do Desporto de Natureza – com atividades para todas as idades. Serão dias de aventura e natureza com o Rio Minho (Rede Natura) e com o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), consagrado pela UNESCO Reserva Mundial da Biosfera, como pano de fundo para diversas atividades que prometem encantar pequenos e crescidos, ao mesmo tempo que permitem dar a conhecer a região, as suas gentes e costumes.

Melgaço tem todas as condições para atividades de Turismo de natureza, não fosse este concelho estar situado na Área Protegida mais importante de Portugal, o PNPG. ‘Pegada Zero’ vai aproveitar todas essas potencialidades, espalhadas por vários locais de rara beleza, na vertente de turismo de natureza, envolvendo todos os agentes que atuam na região – empresas de Animação, Restauração, Alojamento, Comunidade local, entre outras, mas também pretende que se desenvolvam ações de sensibilização sobre a conservação da natureza, junto das comunidades intervenientes, assim como criar ou reforçar a relação das mesmas com o serviço. Porta de Lamas de Mouro, pela sua contextualização, assim como pela existência de espaços, infraestruturas e equipamentos de apoio (Parque de Merendas; Auditório; Salas para Workshops; Espaços expositivos; Centro de BTT, entre outros) que permitem a realização de múltiplas atividades, é o local escolhido para exposições e algumas atividades.

Do programa para o público em geral constam diversas opções: Exposição Temática na Porta de Lamas de Mouro, ‘O Regresso da Cabra-montês ao PNPG’; Observação da Cabra-montês, com passeio pedestre de cerca de duas horas (uma espécie rara em Portugal, existindo apenas na Serra do Gerês e na Serra Amarela); atividades para os mais pequenos (6 a 12 anos), com Jogos Tradicionais / Passeios pedestres ‘À Descoberta da Natureza’ / Oficinas de Reutilização; conhecer o néctar da região, o alvarinho, com visita à Quinta de Soalheiro, e o fumeiro, com visita à Quinta de folga; o Workshop ‘Fotografia de Natureza’; Rafting no Rio Minho; Canyoning no Rio Laboreiro; Paddle; Batismo de Mergulho; Salto Pendular; Arborismo; Slide; Escalada; Rappel; Primitive Race; Ecotuc Tour; Percurso de BTT ‘Sabores de Melgaço’; Tiro Desportivo; Kayaks; Orientação; Jogos Tradicionais; Parapente; e uma Caminhada, farão as delícias de quem participar no Pegada Zero. As noites também serão de animação, com a Warm Up Festa do Desporto de Natureza, no Rios Bar.

Para a Fam Trip (grupo de profissionais – Comunicação social & Operadores Turísticos): Canyoning no Rio Laboreiro; O Garrano e o Lobo, uma atividade com cavalos onde se abordará o habitat do lobo ibérico e a sua relação com o meio; Rafting no Rio Minho; visitas Culturais ao Museu de Cinema Jean Loup Passek e ao Espaço Memória e Fronteira; e Alvarinho de Honra no Solar do Alvarinho. Aliada a estas atividades estará a degustação de pratos típicos de Melgaço no Restaurante Vidoeiro, na Quinta de Folga, no Restaurante Chafarix, no Hotel Castrum Villae e no Monte Prado Hotel & SPA.

A primeira edição aconteceu entre os dias 20 e 23 de outubro de 2016 e foi ‘uma excelente forma de Melgaço se vir a assumir cada vez mais como destino de Natureza’, considerou na altura Manoel Batista, autarca de Melgaço. Na época, a organização garantiu que aquele seria o primeiro de muitos eventos em Melgaço em torno da temática ‘Turismo de Natureza’ e que ‘tudo seria feito para a conservação deste património natural’.

Vista_Parada_do_Monte

MELGAÇO, O MUNICÍPIO MAIS A NORTE DE PORTUGAL!
O município de Melgaço é limitado a norte e leste pela região da Galiza, confronta com o Rio Minho e está inserido numa importante região montanhosa, cujos valores patrimoniais e ambientais são referência reconhecida internacionalmente. Região verdejante, tipicamente Minhota, de forte e fértil vegetação, onde se fabrica uma das mais sublimes castas de vinho verde, o famoso Alvarinho, Melgaço orgulha-se do seu bonito património histórico, cultural e arquitetónico, inserido no maravilhoso Parque Nacional da Peneda-Gerês. É uma terra rica em tradições, histórias, lendas e testemunhos de vivências passadas e detentor de uma rica e saborosa gastronomia.

A sua beleza natural, o clima, o património histórico e a gastronomia, são alguns dos motivos pelos quais muitos escolhem Melgaço para descansar, o Município Mais a Norte de Portugal!